domingo, 8 de novembro de 2009

Sentir Deus


A Teologia é um bom caminho para conhecer e saber mais de Deus... porém nada supera a vida e suas experiências diárias. A questão aqui não é só "ver" Deus mas "sentir" Deus! Aprendi isso com o menininho Mohamed, do filme "A cor do paraíso". Ele era cego e, num momento de desabafo ele fala que Deus ama mais os cegos porque eles conseguem sentir Deus, algo que é muito mais sublime do que ver. E ele, em toda a sua pureza e também dor guardada em seu peito sentia mais Deus do que qualquer outra pessoa que enchergasse e era admirável sua sensibilidade para a vida oculta que o cercava.

Assim, questiono-me:

Quem foi que nos disse que somente vale a alegria, sorrisos ou o belo para sentir/ver a Deus? Quem foi que nos proibiu de chorar, de esconder lágrimas e de sorrir enganosamente ocultando a verdade de nossa alma? Que foi que decretou que só vale ser feliz?

Penso que Deus também passa por esses caminhos da vida e vive conosco, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença e não deixa nosso coração sozinho.

Deus também sente!

Deus também sofre, e muito... por mim, por você, por nós...

E Deus também quer ser feliz!


Abraços a todos que passarem por aqui!

2 comentários:

  1. Amiga sábia, a Drika!
    Deus sente e quer ser feliz junto aos seres que criou.
    Gosto demais do que escreves...
    Deus nos seus caminhos!!!

    ResponderExcluir
  2. Não sei ver onde Deus não esteja em minha vida... até nos momentos difíceis sei que Ele está comigo, sofre comigo e até mais do que eu mesma.
    Se você não viu este filme, A cor do paraíso", veja... a parte em que o menino fala de Deus é incrivelmente tocante. Vale a pena ver!

    Obrigada pelo carinho de sempre, e que Santa Rosa de Lima a abençoe neste novo ano que vai iniciar. Abraços amiga Vanuza.

    ResponderExcluir